NATURALISTAS DA REGIÃO SUL
O Projeto Naturalistas da Região Sul busca resgatar informações publicadas por naturalistas estrangeiros que atuaram no Rio Grande do Sul e deixaram relatos de seus achados em língua estrangeira e em periódicos científicos de difícil acesso, através da tradução de suas obras mais importantes. Além do resgate de um importante conjunto de informações históricas sobre a situação da fauna e da flora durante os primórdios da ocupação do Estado, o projeto também tem por objetivo prestar um tributo a esses naturalistas estrangeiros, que apesar de terem contribuído de forma decisiva para a construção do conhecimento científico no Rio Grande do Sul, têm sua obra ainda pouco conhecida pela comunidade científica e pelo público em geral. Plano da obra Hermann von Ihering será o naturalista enfocado no primeiro volume da série Naturalistas da Região Sul, com a tradução de três artigos originais desse eminente cientista. Esse primeiro volume conterá também uma breve biografia do autor, incluindo uma cronologia de sua produção científica e literária, bem como uma análise de sua influência sobre a construção do conhecimento científico no Rio Grando do Sul. Notas explicativas adicionadas pelos organizadores ao final de cada artigo permitirão ao leitor uma compreensão do contexto histórico em que os textos foram escritos, através da referência a outros textos do mesmo autor, de cunho histórico, e da intervenção de historiadores familiarizados com a história da colonização e do desenvolvimento das regiões onde Ihering atuou. As notas explicativas também terão o propósito de atualizar informações defasadas, estabelecendo uma correspondência entre o conhecimento científico da época e o atual, inclusive no que se refere aos nomes científicos das espécies, que sofreram alterações substanciais desde a época de Ihering. Assim, o primeiro volume da série Naturalistas da Região Sul terá a seguinte estrutura básica:
1. Introdução Biografia e obra de Hermann von Ihering Contexto histórico e importância de sua contribuição Estrutura da obra Comentários do tradutor e demais organizadores 2. Tradução dos artigos 3. Notas explicativas dos organizadores Atualizam, esclarecem, corrigem ou contextualizam informações originais apresentadas nos textos 4. Bibliografia utilizada pelos organizadores
Sobre Hermann von Ihering O médico, naturalista e filósofo germânico Hermann von Ihering veio ao Brasil em 1880, onde radicou-se inicialmente em Taquara do Mundo Novo, hoje município de Taquara, e mais tarde em diversos outros locais do Rio Grande do Sul. Em 1892, mudou-se para São Paulo, onde assumiu a direção do então Museu Paulista, hoje Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo. Durante sua permanência no Rio Grande do Sul, Ihering produziu uma série de artigos científicos em alemão e em português, que representam uma contribuição inédita e inestimável à Zoologia e Botânica do Estado. Ihering foi pioneiro sob diversos aspectos. Produziu as primeiras listagens das árvores, aves e mamíferos do Rio Grande do Sul e também elaborou os primeiros catálogos de vários grupos da fauna e flora do Estado. Muitas espécies de animais que posteriormente viriam a se tornar extintas no Rio Grande do Sul hoje têm sua ocorrência histórica conhecida no Estado graças às coletas e pesquisas de Ihering. Este é o caso, por exemplo, da ariranha, espécie de lontra de grande porte, e do pixoxó, pássaro florestal de pequeno porte. Ihering também deixou diversas anotações inéditas sobre a ecologia de várias espécies e ecossistemas do Rio Grande do Sul, bem como elaborou teorias biogeográficas (isto é, acerca dos limites da distribuição geográfica das espécies) e tratou pioneiramente sobre a conservação da nossa fauna e flora. Em geral, os artigos científicos de Ihering também contêm numerosas informações de cunho histórico, geográfico, cultural e etnográfico, o que os torna importantes fontes de consulta também para historiadores e antropólogos. Enfim, Ihering contribuiu de maneira decisiva para o início da Zoologia e da Botânica no Rio Grande do Sul e sua obra é um testemunho vivo do passado, capaz de permitir uma avaliação mais concreta dos impactos produzidos pela ocupação do Estado por imigrantes europeus. Seus artigos, recheados de tópicos até então muito pouco explorados pelos naturalistas no Brasil, o distinguem claramente como um homem à frente de sua época, que não só soube aplicar aqui os métodos científicos aprendidos em sua Europa nativa, mas também cultivou o intercâmbio entre o Velho e o Novo Mundo, ao consolidar e modernizar os museus e as coleções científicas em nosso País. Artigos objeto de tradução O primeiro livro da série Naturalistas da Região Sul, devotado a Hermann von Ihering, conterá a tradução de três artigos escritos em alemão e publicados em Budapeste e Viena entre 1885 e 1888, na revista européia Ornis, Zeitschrift für die gesammte Ornithologie. Esses artigos contêm dados importantes a respeito da fauna nativa que habitava o Rio Grande do Sul no final do século XIX, com destaque para as aves e os mamíferos. Tais informações podem ser consideradas, até certo ponto, ainda inéditas, pois em grande parte ainda não foram compiladas por autores mais recentes e incorporadas na literatura científica moderna. Serão traduzidos os seguintes artigos:
BERLEPSCH, H. VON & H. VON IHERING. 1885. Die Vögel der Umgegend von Taquara do Mundo Novo, Prov. Rio Grande do Sul. (As aves dos arredores de Taquara do Mundo Novo, Prov. Rio Grande do Sul). Publicado no periódico Ornis, volume 1885, páginas 1-88. IHERING, H. VON. 1887. Ornithologische Forschung in Brazilien (Pesquisa ornitológica no Brasil). Publicado no periódico Ornis, volume 3, páginas 569-581. IHERING, H. VON. 1888. Die Vögel der Lagoa dos Patos. Eine Zoo-Geographische Studie. (As aves da Lagoa dos Patos. Um estudo zoogeográfico). Publicado no periódico Ornis, volume 4, páginas 142-165.
Direitos autorais De acordo com a Lei Federal No. 9.610 de 1998 e com informações obtidas junto à Biblioteca Nacional, todos os artigos objeto desse projeto são considerados de domínio público, não sendo necessário desembolso relativo à direitos autorais. O tradutor Walter Adolfo Voss, ornitólogo que residiu na Alemanha por muitos anos, foi escolhido para a tradução destas obras. Voss não só possui grande conhecimento na área da Ornitologia (estudo das aves), tendo escrito vários artigos científicos sobre o assunto, mas também tem experiência na tradução de diversos estudos em alemão versando sobre o assunto, notabilizando-se nesta arte através da tradução da obra de Helmut Sick versando sobre a migração das aves na América do Sul (CEMAVE/IBDF, Publicação Técnica No. 2, 1983). Voss também será um dos organizadores da obra, atuando ao lado dos representantes das instituições proponentes (FZB e Theris).
theris@theris.org.br